Página Inicial > Leituras > Sugestões > Canções do ar e das coisas altas

Canções do ar e das coisas altas
João Pedro Mésseder

 

Título:

Canções do ar e das coisas altas

Autor:

João Pedro Mésseder

Ilustrador:

Rachel Caiano

Editor:

Caminho

 

 

 

 

A poesia de João Pedro Mésseder reconhece-se pelo forte sentido metafórico e sintético. Os elementos sensoriais são pensados e reconfigurados em ligação com a acção, a história, a experiência individual. Nas composições de dimensão variável o leitor experiencia quer o reconhecimento como o espanto do que não se apresenta comumente organizado em discurso. Mas também é isso a poesia. O conjunto de poemas deste volume tem em comum o ar. Nuvens, vento, céu convivem com a biografia de quem os sente e imagina, num acaso, numa rotina, num rasgo ou em continuidade. O sonho entretece-se com a morte, a resistência, a passagem do tempo, a esperança. As crianças descritas em palavras e imagens, de olhos muito abertos, perfis pueris, confirmam sorrisos e surpresas. O último poema é uma variação do primeiro fechando o ciclo entre o poder do ar e as coisas que, na sua rigidez, dele dependem para a mais elementar existência. O tema do etéreo é explorado em desdobramentos sobre si mesmo. As composições variam em dimensão, bem como as estrofes e os versos, uns rimando e outros não numa paleta que faz variar ritmos e tons, assegurando contudo um lirismo de cadência sonora. Há uma forte componente onírica que tanto remete para a fantasia como para a esperança alicerçada em metáforas, símbolos e jogos semânticos que fazem destes textos exemplares modelos de poesia à imagem dos anteriores desta parceria de entedimento textual e visual.

Palavras-chave
Poesia, ilustração, elementos, natureza, emoções

Se gostaste, experimenta...

Olhos tropeçando em Nuvens e outras coisas, João Pedro Mésseder, Rachel Caiano
Vir ao mundo, Emma Giuliani, Edicare
Que luz estarias a ler, João Pedro Mésseder, Ana Biscaia, Xerefé

Ver