Página Inicial > Leituras > Sugestões > O estranhão

O estranhão
Álvaro Magalhães

 

Título:

O estranhão

Autor:

Álvaro Magalhães

Ilustrador:

Carlos J. Campos

Editor:

Porto Editora

 

 

 

 

Não é um banana, embora haja um certo piscas de olho à colecção criada por Jeff Kinney. Estranhão é mais arguto, imaginativo e o seu humor ultrapassa a fronteira família/escola. Álvaro Magalhães tem uma identidade camaleónica e a sua escrita experimenta fórmulas diversas. Estranhão é o protagonista e narrador de uma biografia que vai dando conta de episódios do quotidiano do rapaz, interpolados por observações e histórias inventadas e registadas pelo próprio. A sua observação do mundo e dos outros vai muito além de superficiais relações de causa e consequência e é justamente neste capítulo que o texto se revela subtil, com vários níveis de interpretação, em função não apenas da competência leitora (há que ter em conta a diversidade de vocabulário e as estruturas sintáticas que não cedem a simplismos) mas igualmente das experiências e das referências de cada leitor. Dito isto, importa esclarecer que o discurso não se afirma pela complexidade mas pela ironia, a hipérbole associada a acontecimentos e uma grande capacidade de o protagonista rir de si próprio. Apesar de se sentir uma ilha num universo de interesses muito diferentes dos seus, Frederico potencia viagens de carro, equívocos com colegas e professores, discussões ou brigas com a irmã e, sobretudo, nunca se queixa de desamor dos pais. A sua condição pseudo-trágica é motivo de rir e pensar, logo todos os leitores só podem sair beneficiados.

Palavras-chave
diário, humor, anti-herói, quotidiano, família

Se gostaste, experimenta...

O Rapaz dos Sapatos Prateados, Álvaro Magalhães, Asa
O Diário de um Banana, Jeff Kinney, Booksmile
Os azares de Max Crumbly, Rachel Renée Russell, Gailivro

Ver