Página Inicial > Leituras > Sugestões > Património cultural : realidade viva

Património cultural : realidade viva
Guilherme d'Oliveira Martins

 

Título:

Património cultural : realidade viva

Autor:

Guilherme d'Oliveira Martins

Ilustrador:

------

Editor:

Fundação Francisco Manuel dos Santos

 

 

 

 

“Etimologicamente património tem a sua origem em duas palavras latinas, patres e munus, que significam “pais” e “serviços”, ou seja, trata-se de uma ação posta ao serviço do que recebemos dos nossos pais.” O património deverá ser entendido como um tema do presente, que estima e respeita o passado e projeta o futuro, “ não é apenas o passado que importa, mas sim uma responsabilidade presente que renova e atualiza a fidelidade à herança recebida.” O autor do ensaio apresenta-nos uma nova perspetiva do conceito de património cultural amplo e transversal, marcando presença em diferentes geografias e apelando ao ato de cuidar. Cuidar das cidades e seus monumentos, da natureza, das bibliotecas, do incentivo à leitura e do poder da literatura, (re)lendo e valorizando as preciosas palavras de Padre António Vieira, Fernando Pessoa, Sophia de Mello Breyner, Jorge de Sena, José Tolentino Mendonça, Alexandre O’Neill, Orhan Pamuk, Flaubert entre outros. Inquietamo-nos. Pensamos a nossa existência individual. Quem somos, como povo e como pessoas? Qual o valor da nossa língua? Como disse o poeta “ minha pátria é a língua portuguesa”. A língua materna assume-se como vivência e identidade, “ é o domínio da língua, das palavras e do respeito mútuo que está em causa. Afinal, dizer bem a língua as suas palavras é um ato elementar de dignidade, de cidadania e de sede de compreensão e de sentido.”
Património Cultura: Realidade Viva (Fundação Francisco Manuel dos Santos, 2020) é um ensaio assinado pelo professor Guilherme d’Oliveira Martins que inicia com uma citação de Italo Calvino elogiando as cidades, a beleza que nelas habita e o desejo de viajar para as conhecer.

Ver